Partindo para a próxima aventura

Israel é um país de oportunidades, ainda mais se você souber hebraico!

Recentemente voltei para o Brasil para me preparar para a segunda parte dessa aventura: A Aliyah (Lei do retorno). Não, eu nunca pensei que faria isso na minha vida.

Existem diversas formas de viver em Israel no começo da Aliyah. Se assim como eu o seu hebraico deixa a desejar, o ideal é viver em um Ulpan ou Kibutz nos primeiros meses. Há diversas opções para agradar a todos. No meu caso, a melhor opção foi o Ulpan que fica em Haifa. Mais opções no site da Agência Judaica.

IMG_20170402_101948

Cada lugar tem um preço, uma data de início, e benefícios diferentes.

Não é um dos processo mais fáceis, mas no final sei que vai valer a pena. Eu amo o Brasil e amo São Paulo, mas percebi que, nesse momento, essa é a minha melhor opção.

Acho que existem formas diferentes de iniciar o processo. No meu caso (obrigada H. G por ir atrás disso), eu liguei para o Global Center em Israel ( 1-800- 228055 ), selecionei a opção em espanhol, falei com uma pessoa e abri a pasta. Eles mandam um e-mail com os detalhes de onde e como você deve inserir os documentos necessários nessa pasta.

No próprio site, você irá preencher algumas fichas e fazer o upload de alguns documentos. Todos são bem simples no geral, mas também é necessária a carta de um rabino atestando que você é judeu/judia. Isso pode demorar um pouco, varia em cada caso. Um amigo, por exemplo, precisou de 3 meses, e outro de alguns dias. O quanto antes, melhor.

Tendo tudo lá, você marca uma entrevista com um representante. Ainda não cheguei nessa fase, mas falta pouco! Atualizações com mais detalhes em breve!